O amor incondicional de Cristo

O AMOR

INCONDICIONAL

DE CRISTO

O que seria amor incondicional?

Amor sem condições? Amor sem limites? Um amor que nunca acaba?

A verdade é que todos nós procuramos esse tipo de amor, seja uma relação matrimonial, familiar ou simplesmente em uma amizade. Aquele amor que não se importa com o que você tem a oferecer, que não se importa com os seus erros, defeitos, que te ama apenas pelo que você é. “Isso não existe!” é o mais racional e lógico a se pensar.

Mas existe alguém que desafia a lógica, alguém que vai muito além do que pensamos ou imaginamos. Esse alguém é Jesus, Aquele que nos criou, Aquele que criou todo o universo, Aquele que desceu do céu, sofreu e morreu para que pudéssemos estar perto dele, para sermos amigos Dele. Ele fez tudo isso apenas por amor. Por amor a mim, por amor a você.

Mas como assim? Ele me ama não pelo que eu tenho? Não pelo que eu possa oferecer? Ele me ama simplesmente pelo que eu sou? E a resposta por mais maluca que seja, é SIM. Ele te ama e sempre vai te amar pelo que você é, e somente pelo que você é.

Criou um mundo pra você! Criou você! Ele veio a esse mundo por você! Ele sofreu e morreu por você! Foi o sacrifício perfeito, feito por uma pessoa perfeita, para aperfeiçoar pessoas imperfeitas. FOI POR VOCÊ!!

Texto de Anny Karoliny

Onde você está construindo sua casa?

Onde você está

Construindo sua casa?

No nosso corpo o que tem de mais difícil de controlarmos: são os nossos sentimentos e pensamentos. E por conta disso muitos se  auto destroem. O pensamento e sentimento são onde o pecado mais atua, pois somos carne e a todo momento ela grita dentro de nós, mas nesse texto não vou falar sobre os pecados da carne, mas sim das decepções que vivemos por causa deles, o que nos faz afastar de Deus.

Jesus veio ao mundo para que tivéssemos a esperança e fé nele, então porque acabamos gerando expectativas gigantes nas coisas e pessoas que encontramos no caminho de nossa vida e nos esquecemos de esperar nEle que é nossa rocha firme?

Ouvi dizer de um amigo muito sábio a seguinte frase: - Quando geramos expectativas em algo ou alguém é como se construíssemos nossa casa no terreno alheio e a qualquer momento você pode ser despejado.

Com isso vêm à reflexão, onde estamos colocando nossas expectativas e esperanças, na força de nossos braços? Nos nossos amigos? No nosso cônjuge? Em coisas materiais?

Na palavra de Deus ele nos diz “Aqueles que esperam no Senhor não ficarão decepcionados!” – Isaías 49:23

Ele fez essa promessa a todos que nEle confiam, portanto busque a ele, somente nEle a casa esta firme e preenchida.

Texto de  Bruna Arantes Fontes

 

Meu barco tem Jesus

Texto base - João 8.22

O capítulo 8 do livro de João nos traz uma passagem muito conhecida, mas que sempre tem um poder de reflexão inquestionável. Trata-se de uma grande tempestade que assola o barco dos discípulos. Antes disso, Jesus dá uma ordem para que todos os que estavam com Ele passassem à outra margem. Isso quer dizer que se Jesus falou, se cumprirá. Foi o que aconteceu.

Interessante pensar é que quando a ordem foi dada ninguém questionou. Às vezes somos assim, obedientes. Na primeira ordem de Jesus estamos partindo, porém, ninguém se perguntou como estariam as condições climáticas, se o tempo era favorável. Fato é que haviam muitos pescadores com ele.

Uma pergunta retórica se apresenta a nós nesse texto: O barco naufragaria com Jesus dentro? A resposta todos sabemos: não. A tempestade não tinha esse poder? Na verdade, tinha, mas quem estava no barco era Aquele que controla tudo, que fez os céus e a terra.

Outro fato que nos chama atenção é quem estava no comando? A palavra diz: Navegando eles. Jesus adormece, cansado, mostrando seu lado humano. Foram horas e horas pregando, curando e libertando. Mas, seu corpo estava cansado e Ele dormiu. Mesmo dormindo, Jesus não perdeu o controle da situação. Muitas vezes, achamos que Deus dormiu, se esqueceu de nós. Não é verdade, Deus está sempre cuidando de nós, nos mínimos detalhes.

A mesma passagem no livro de Marcos cita a presença de outros barcos com eles. Mas o texto deixa a entender que só o que estava com Jesus foi assolado. Na nossa vida é assim. A presença de Jesus não nos garante ausência de tempestades. Pelo contrário, ao assumir um compromisso com Deus, viramos alvo de um inimigo faceiro e astuto. Porém, temos a certeza de que Ele está conosco no barco.

Quando a tempestade se levanta, os que estavam no barco tremem de medo. Mesmo alguns sendo pescadores experientes - o que aumenta a nossa ideia da força daqueles ventos - o temor é geral. Nesses momentos de tribulação e mar revolto só há um caminho: eles se achegaram a Jesus. Oração,  jejum, estudo da palavra. O despertaram. O desperte você também. Eles o chamaram de mestre. Isso nos mostra que só esse nome deve ser clamado: Jesus.

A súplica daqueles homens é mais sincera possível: estamos perecendo. Jesus ama a sinceridade. Em suas orações não fique dando voltas em torno do assunto, vá direto ao ponto. Ele ama lhe ouvir. Jesus se levanta e coloca-se como Deus. Quando Deus se coloca em pé não há mal que suporte. A Palavra que sai da boca de Deus é definitiva. Jesus disse certa vez: "Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus".

Ele apaziguou a situação e, depois da tempestade,  a bonança. Esse é um espelho da nossa vida. Lutas se levantam, mas com Jesus no barco elas têm que cair. Jesus pergunta aos que estavam com ele: onde está a sua fé? Temendo e maravilhados eles ficaram: quando Deus nos responde, assim ficamos.

Uns falam aos outros aquilo que acabaram de presenciar. Isso significa que precisamos falar dos milagres de Deus, falar sobre Jesus, viver em comunhão. A pergunta final nos deixa a certeza de quem Ele foi, é e sempre será: o Todo Poderoso. Quem é este que até os ventos e a tempestade o obedecem? Jesus Cristo de Nazaré, nosso Salvador e Redentor. Amém.

Novembro Azul

Novembro Azul conscientiza sobre câncer de próstata

Estudo realizado este ano pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) apontou que 51% dos homens nunca consultaram um urologista. Doença mais prevalente nos homens, o câncer de próstata tem estimativa de 69 mil novos casos ao ano, ou seja, 7,8 novos casos a cada hora. A doença não tem prevenção, no entanto, seu diagnóstico precoce é essencial para o tratamento curativo. Hoje em dia, é possível até mesmo não retirar o tumor, quando ele é classificado de baixo risco, apenas acompanhar sua evolução, o que é chamado de vigilância ativa.

Para conscientizar a população da importância dos exames anuais a partir dos 50 anos, a Sociedade Brasileira de Urologia e o Instituto Lado a Lado pela Vida realizam o Novembro Azul. A campanha, idealizada pelo Instituto Lado a Lado Pela Vida, tem foco na conscientização do câncer de próstata no Brasil.

Ao longo do mês serão realizadas ações em todos os Estados brasileiros, que contemplam a iluminação de pontos turísticos e monumentos, palestras informativas para leigos, intervenções em locais de grande circulação.

“Pessoas da raça negra e quem tem familiares de primeiro grau que tiveram a doença devem procurar um urologista para avaliar a necessidade de iniciar seus exames a partir dos 45 anos”, alerta o presidente da SBU, Carlos Corradi. O exame da próstata consiste no toque retal e na dosagem sérica do PSA no sangue.

A realização de exames nessa faixa etária está relacionada à diminuição de cerca de 21% na mortalidade pela doença em estudos de grande porte e longo seguimento.

“O urologista é o profissional médico capaz de diagnosticar e tratar a doença. Por vezes, o auxílio do oncologista e do radioterapeuta é necessário. Na maioria dos casos iniciais, o paciente não tem sintomas e só a avaliação rotineira com o exame de PSA e o toque retal permitem estabelecer a suspeita e prosseguir na investigação”, afirma o diretor de Comunicação da SBU, Carlos Sacomani.

Novidades

Atualmente, ao descobrir-se o câncer de próstata, é possível avaliar sua agressividade. “Nos últimos anos, estudos de imagem realizados em biópsias dos tumores possibilitam individualizar a doença e determinar o melhor tratamento para aquele caso”, afirma Corradi. Ao ser classificado como de baixo risco, pode ser indicado o tratamento de vigilância ativa, metodologia baseada na observação da evolução do quadro sem intervenções terapêuticas quando o câncer é classificado como indolente e o paciente se enquadra em uma série de requisitos.

Até 2010, ao descobrir-se um câncer de próstata em estágio avançado, o tratamento era paliativo. A partir de então começaram a surgir diversos medicamentos que proporcionam sobrevida e uma melhor qualidade de vida ao paciente. “Recentemente chegaram ao Brasil quatro medicamentos que podem prolongar a vida em média de 4 a 6 meses cada um deles. Eles atuam retardando a progressão do tumor”, afirma o coordenador do Departamento de Uro-oncologia da SBU, Lucas Nogueira.

O objetivo do Novembro Azul, no entanto, é diagnosticar casos no início, quando as chances de curam beiram 90%.

Fatores de risco:

done-2  Idade (cerca de 62% dos casos são de homens a partir dos 65 anos)
done-2  Histórico familiar
done-2  Raça (maior incidência entre os negros)
done-2  Alimentação inadequada, à base de gordura animal e deficiente em frutas, verduras, legumes e grãos
done-2  Sedentarismo
done-2  Obesidade

Sintomas (só aparecem nos casos avançados):

done-2  Vontade de urinar com urgência
done-2  Dificuldade para urinar
done-2  Levantar-se várias vezes à noite para ir ao banheiro
done-2  Dor óssea
done-2  Queda do estado geral
done-2  Insuficiência renal
done-2  Dores fortes no corpo

Fonte: http://portaldaurologia.org.br